fbpx

COP 26 – O que é e qual sua importância?

Meio Ambiente

A COP 26, é um evento sobre Mudança Climática e acontecerá na primeira semana de novembro de 2021, em Glasgow. Acompanhe nosso artigo e veja mais informações sobre esta Conferência tão importante para o meio mmbiente.

O que é a COP 26?

A Conferência das Partes – COP, originou-se por meio de um acordo internacional assinado por quase todas as nações, visando minimizar os danos causados ao meio ambiente, dentre eles a Mudança Climática.
   
Realizado anualmente, 197 países participam do evento para debater sobre ações que podem ser nocivas ao planeta e sobre quais são formas que a humanidade pode combatê-las.

Neste ano de 2021, será realizada a 26º edição da Conferência que acontecerá na cidade de Glasgow. Prioridades como: ambição, adaptação, finanças e engajamento relacionados a esféra ambiental, são temas a serem tratados pelas nações envolvidas.

O que são Mudanças Climáticas?

Mudança Climática é a expressão utilizada para referir-se a variação do clima, temperatura, nebulosidade e fenômenos naturais climáticos, em uma escala global.

As alterações costumam ser oriundas de processos internos ao sistema Terra-atmosfera, por variações solar, chamadas de forças externas; ou como resultado do estilo de vida humano, chamado de forças internas.

Clique aqui e conheça nosso artigo sobre Ilhas de Calor!

O que faz da COP 26 tão importante?

As Conferências das partes sempre possuem muita relevância no que tange a sustentabilidade. A cada encontro são traçadas novas metas, negociações, abordagens e planejamentos em busca de um planeta mais sustentável.

O Acordo de Paris de 2015 é um grande exemplo de toda movimentação que ocorre em cada COP, documento encontra-se sempe presente nas Conferências como uma carta norteadora, de onderetira-se a base para traçar as tentativas de limitar as Mudanças Climáticas e balizar demais decisões de preservação ambiental. 

Em Glasgow, as avaliações dos resultados sobre o Acordo Pariseiense obteve um marco de negociações internacionais sobre o clima, com isso, espera-se que muitas mudanças e estratégias sejam desenvolvidas na COP 26.

É importante observar, que ao traçar meios de preservação ambiental e equilibrio climático, questões econômicas e sociais são levadas em contas. É necessário que algumas nações abram mão de números significativos em suas produções e que outras tomem medidas sociais e culturais diferentes da que estão acostumadas.

Tendo em vista, a diversidade de cultura, de clima e de território, é necessário uma análise aprofundada de como tomar cada medida, uma vez que, as decisões precisam ser democráticas, bem como respeitar globalmente o tripé ambiental composto por: sustentabilidade, sociedade e economia.

O que podemos esperar da COP 26?

Em outras Conferências, foi acordado pelas nações manter a temperatura média do globo, abaixo de 2º C com limite a 1,5º C. Os países envolvidos buscam formas de manter essa temperatura no grau estabelecido, por isso, há uma série de debates e estratégias levantadas nas COPs em busca de melhorias e preservação climática e ambiental.

Outra pauta de extrema relevância que será debatida na COP 26 esta relacionada ao países que mais vem sendo impactados com as Mudanças Climáticas.

Os impactos da mudança no clima no aumento do nível do mar, e quebras de safras causados por ondas de calor e pelas oscilações no clima, são um dos impactos apresentados a serem debatidos. 

Mudança no comportamente de alguns países e a desigualdade econômica entre as naçãos, resultou no debate dos seguintes tópicos:

  • Os países mais ricos e desenvolvidos, deverão realizar o financiamento de medidas com o objetivo de combater às mudanças climáticas;
  • Deverá ser realizada a compensação de poluição provocada pelo desenvolvimento das indústrias;
  • Investimento em dinheiro para contribuir e tornar suas economias mais verdes.

Toda essa relação entre meio ambiente e economia, mostra que a COP 26 vem seguindo sistematicamente os temas definidos para a Conferência deste ano, como já citados, sendo eles: ambição, adaptação, finanças e engajamento. O financiamento climático vem sendo um dos temas com mais destaque em Glasgow.

Créditos de carbono

Ainda, no que tange aos temas voltados ao financiamento, podemos citar o crédito de carbono. A gestão de sistema de carbono, tornou-se uma das pautas mais aguardadas na COP 26, isso porque está diretamente relacionada à busca de melhorias e os impactos nas mudanças climáticas.

Nesta agenda, ‘’créditos de carbono’’ serão abordados a fim de analisar os mecanismos que podem permitir que poluentes paguem por emissões. Seria então, a venda de ‘’licenças para poluir’’ como um dos temas em debate.

Dessa forma, além do debate que será será tratado na Conferência, surgimento de cronogramas para todas as metas de descarbonização que foram estabelecidas serão traçados. 

Soluções retiradas da Natureza

Outra pauta a ser discutida, são aquelas voltadas para a busca por soluções retiradas da natureza. Ou seja, utilizar de matéria prima natural para resolver alguns dos desafios climáticos, por exemplo, temos a absorção de carbono ou o plantio de arbustos e árvores como proteção contra eventos climáticos extremos como enchentes ou tempestades de areia.

Também devem ser abordadas iniciativas específicas, como a eliminação do uso de carvão e a proteção a ecossistemas.

Observamos então, que a COP 26 será repleta de pautas como finalidade de estabelecer que os países engajados se comprometam a zerar ou minimizar ao máximo as emissões de carbono até a metade do século presente, iniciando com cortes mais assertivos e radicais a partir do ano de 2030.

COP 21 e seus reflexo na COP 26.

Na COP 21, em Paris, foram definidas algumas metas para impedir uma mudança climática catastrófica. Dessa forma, todos os países envolvidos concordaram com a seguinte mudança:

  • A busca pela redução da emissão de gases que causam e potencializam o efeito estufa;
  • Promover o aumento da produção de energias renováveis;
  • Destinar bilhões de dólares para ajudar países pobres e subdesenvolvidos a lidar com o impacto da mudança climática.
  • Promover um encontro a cada 5 anos com a finalidade de analisar os progressos e metas alcançadas.

A primeira Conferência a fazer esta análise de desempenho quinquenal será a CO P26 que aconteceria em 2020, porém em razão da pandemia, o evento acontecerá na primeira semana de novembro de para 2021.

A COP 26 é de extrema importância para o nosso meio ambiente e acontecerá entre os dias 01 e 12 de novembro de 2021.

Nos conte so que você espera deste evento!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ius Natura © 2021. Todos os direitos reservados.