fbpx
Dimensionamento da CIPA

Como deve ser efetuado o dimensionamento da CIPA?

Conformidade Legal

A NR 5 da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes não é muito clara ao delimitar o dimensionamento da CIPA. Dessa forma, abordamos o tema neste artigo para esclarecimentos.

Conforme determina a NR 5, a CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes -deverá ser dimensionada de acordo com o “Quadro I” presente mais abaixo no texto.

Nesse sentido, esclarecemos que a CIPA é composta por membros que representam os empregados e por aqueles que representam o empregador.

Os representantes do empregador são por ele indicados, enquanto aqueles que representam os empregados devem ser escolhidos através de uma eleição.

Como é feito o dimensionamento da CIPA?

Para definir o quantitativo de “cipistas” que deverão integra-la, as empresas precisam “dobrar” o número de titulares e suplentes informado no referido quadro, para que essa comissão seja composta de forma paritária.

Assim, a NR 5 dispõe que:

5.6 A CIPA será composta de representantes do empregador e dos empregados, de acordo com o dimensionamento previsto no Quadro I desta NR, ressalvadas as alterações disciplinadas em atos normativos para setores econômicos específicos.

5.6.1 Os representantes dos empregadores, titulares e suplentes, serão por eles designados

5.6.2 Os representantes dos empregados, titulares e suplentes, serão eleitos em escrutínio secreto, do qual participem, independentemente de filiação sindical, exclusivamente os empregados interessados.

Ademais, verifica-se que para algumas atividades, o Quadro I indica um número diferente de titulares e suplentes.

Logo, se a CIPA deve possuir uma composição paritária, o número de seus integrantes não pode ser ímpar.

Cite-se a seguir um exemplo:

QUADRO I – Dimensionamento de CIPA

(…)

dimensionamento da CIPA
Dimensionamento da CIPA

Observa-se que o quadro acima transcrito indica que a CIPA deve ser composta por:

  • Quatro membros efetivos;
  • Três membros suplentes.

Mas, conforme exposto, esta é apenas “metade” da composição desta CIPA.

Logo, na hipótese do dimensionamento acima destacado, as empresas que se enquadram na atividade descrita como

“C-30 – Locação de Mão de Obra e Limpeza” (classificação dada pela norma, em seu Quadro II, de acordo com o CNAE da atividade principal da empresa que é exercida no estabelecimento em questão), caso contem com 130 empregados, por exemplo, deverão ter sua CIPA dimensionada da seguinte forma:

  • 4 membros efetivos (titulares) representando os empregados;
  • 3 membros suplentes representando os empregados;
  • 4 membros efetivos (titulares) representando o empregador;
  • 3 membros suplentes representando o empregador.

Os sete “cipistas” que representarão os empregados (titulares e suplentes) serão eleitos através da realização de uma eleição.

E os sete “cipistas” que representarão o empregador serão por este escolhidos.

Obs.: a CIPA, neste caso, será realmente paritária, possuindo sete representantes do empregador e sete representantes dos empregados.

Conheça a importância dos membros da CIPA

*Por Helena Castro – Colaboradora Ius Natura

Ius Natura © 2019. Todos os direitos reservados.