Conjuntura dos Recursos Hidricos

Conheça o relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil

Meio Ambiente

Conjuntura dos Recursos Hídricos I Referência para o acompanhamento da quantidade e qualidade  do uso de água em nosso país, o Relatório de Conjuntura traz estatísticas e indicadores anuais sobre este assunto. Entenda tudo neste artigo.

O que é a ANA?

Antes de adentrar ao nosso tema principal, é importante entender quem é a ANA e qual sua relação direta com o relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos.

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico – ANA é o órgão federal responsável, pela implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos; por prestar serviços públicos de irrigação e adução de água bruta; por assegurar segurança de barragens; pela instituição de normas de referência para a regular os serviços públicos de saneamento básico; e por disciplinar a implementação, a operacionalização, o controle e a avaliação dos instrumentos de gestão criados pela PNRH.

Sendo assim, todo o trabalho de fiscalização e estrutura relacionado a Política Nacional de Recursos Hídricos é governado pela ANA. 

O que é o relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil?

De acordo com a ANA, o relatório é um documento que analisa o acompanhamento anual dos recursos hídricos do Brasil, por meio de dados, estatísticas, pesquisas sobre a quantidade e a qualidade da água e a sua gestão no país.

Quais os dados estão no relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos?

Cada versão anual, aborda pontos específicos conforme a necessidade da condição hídrica, levando em consideração as melhorias e estruturas que precisam ser realizadas. Vamos analisar as últimas atualizações da Conjuntura.

2020 – Relatório de Conjuntura

No ano de 2020 o relatório Conjuntura, informou que em relação ao uso da água, a retirada total de água estimada em 2019 foi de 2.083 m³/s.

Veja abaixo quais os principais tipos de uso:

  • Irrigação 49,8%;
  • Abastecimento humano 24,3%;
  • Indústria 9,7%;
  • Uso animal 8,4%;
  • Termelétricas 4,5%;
  • Abastecimento rural 1,6%;
  • Mineração 1,7%.

Tendo em vista apenas estes dados, já é possível identificar em qual esféra ocorreu mais uso de retirada de água. Esses números auxiliam não só a ANA, como outras agências regulamentadoras, além de induzir medidas e mudanças para que os dados fiquem mais satisfatórios nos anos seguintes.

Assim, podemos identificar o quanto o relatório de Conjuntura contribui para uma gestão mais eficiente e eficaz no quesito recursos hídricos.

2019 – Relatório de Conjuntura

Em 2019, atingiu-se o número de 233 comitês de bacias hidrográficas em funcionamento no Brasil, 240 planos de bacias já haviam sido desenvolvidos e foi arrecadado R$ 3,36 bilhões pelo uso dos recursos hídricos. 

A Agência Nacional das Águas emitiu 2.164 outorgas de direito de uso de água em 2019, totalizando a vazão máxima de 175 m³/s. Nas esferas estaduais, houve a emissão de 34.876 outorgas, totalizando a vazão máxima de 886 m³/s.

Ou seja, considerando o total de outorgas vigentes em 2019, a ANA somou aproximadamente 1.557 m³/s e as UFs totalizaram cerca de 2.781 m³/s.

2018 – Relatório de Conjuntura

A versão de 2018 fomenta as ações de gestão e regulamentação dos diferentes usos da água para minimizar os impactos negativos das crises hídricas enfrentadas no Brasil nos últimos anos. Além disso, o documento é uma sólida fonte de dados reais e atuais que precisam ser informados à sociedade brasileira.

O relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos tem sido utilizado para ações governamentais, como o Sistema de Contas Econômicas Ambientais da Água.

Obs.: Diante disso, o Informe 2018 atualizou também algumas informações do relatório anterior, fazendo parte do ciclo iniciado com o Relatório Pleno 2017.

Um dado alarmante que o relatório chama a atenção é que em 2017, um total de três milhões de brasileiros foram afetados por inundações e quase 38 milhões foram atingidos por secas – 80% delas no Nordeste. Sendo assim, para solucionar essa dificuldade, a ANA iniciou 33 processos de alocação da água, 39 campanhas de fiscalização, cinco normativos regulamentando o uso de recursos hídricos.

Já sobre o uso da água no país, o estudo mostra que a demanda hídrica é crescente, com aumento estimado de 80% no total retirado nos últimos 20 anos, e a previsão é de que até 2030 a retirada aumente 24%.

Ou seja, Relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos é considerado a maior referência para o acompanhamento periódico dos recursos hídricos no país, que teve sua primeira edição publicada em 2009. Ou seja, nestes 10 anos, o documento procura realizar estudos científicos aprofundados para apresentar análises da situação da água e a sua gestão a cada ano.

Veja o relatório de 2018.

Quais profissionais podem acessar os relatórios de Conjuntura de Recursos Hídricos?

O relatório pode ser acessado por qualquer pessoa de forma gratuita. No entanto, profissionais que trabalham com recursos hídricos ou áreas correlatas, se beneficiam das informações detalhadas presentes no documento. Dessa forma, biológos, hidrólogos, engenheiros, pesquisadores, ambientalistas fazem excelente uso das informações presentes neste documento.

Acompanhar os relatórios de Conjuntura anualmente, auxilia em uma boa gestão para atividades que tem relação direta e indireta com recursos hídricos, por isso, este documento orienta e dispõe detalhadamente os limites e possibilidades para gerenciar e consumir a água do nosso país.

Por fim, mas não menos importante, separamos um vídeo que detalha mais sobre o surgimento do relatório Conjuntura e mais algumas curiosidades sobre este tema. Clique aqui e confira.

Gostou deste assunto? Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários que iremos responder você.

Então, por hoje é isso. Até o próximo artigo! 😉

*Feito por Ingrid Stockler e Manuelle Meira – Colaboradoras da Ius Natura

One comment

  1. […] Área de Proteção Permanente (APA), seguir o que a legislação ambiental dispões, cuidar dos recursos hídricos evitando a poluição de rios e mares, buscando alternartivas para a água de lastro, são uma das […]

Comments are closed.

Ius Natura © 2022. Todos os direitos reservados.